top of page
  • Foto do escritorPedro Tânger

Ambição: Defeito ou Virtude?


A ambição tem uma conotação negativa na nossa cultura.


É associada a uma vontade incessante de querer mais, à insatisfação devoradora que leva alguém a passar por cima de tudo e todos para chegar aos seus fins pessoais. “Ah, ele é muito ambicioso” não é um elogio, é uma crítica que se dá às pessoas que querem subir na vida a todo o custo, que não se contentam e que, de certa forma, esnobam quem é normal.


Mas a ambição não é isto. Isso é ganância. Ganância é que é querer mais e mais, sem ver meios. Ganância é atropelar para se lá chegar, é pisar para passar. Ganância é não ver meios para atingir os fins. 


Não é por acaso que se diz que a ganância é cega. 


Porque a diferença fundamental entre a ganância e a ambição é exatamente esta, é a clarividência, ou seja, é a capacidade de se ver o mundo enquanto se evolui nele.


Já a ambição é a vontade de crescer mas com cautela. Uma pessoa verdadeiramente ambiciosa olha para o crescimento como um processo difícil mas possível, onde o desafio está, exatamente, na capacidade de superação dos vários obstáculos que vão surgir pelo caminho, sem nunca baixar os braços. A pessoa ambiciosa está atenta aos detalhes, aos perigos e às suas limitações.


Já a pessoa gananciosa torna-se arrogante e fica enebriada pela sua própria grandeza, perdendo de vista os sinais que a vão alertando para os erros que vai cometendo, erros esses que se vão amontoando até que, certo dia, explodem num cataclismo de eventos devastadores. Não é por acaso que a ganância se faz pagar cara.


É por isto que a ambição é uma virtude. 



Bem feita, traz ao de cima o melhor das pessoas. Alguém verdadeiramente ambicioso, olha para a vida como um permanente aprendiz, humilde e pronto para servir as lições que o caminho tem para si. Já o ganancioso, corre para o objetivo como se já o merecesse. O ambicioso sabe que é incompleto, o ganancioso acha que os outros o limitam. O ambicioso esforça-se, o ganancioso frustra-se.


É importante distinguir estes dois conceitos, até para o nosso próprio crescimento. Eu não vou querer mudar nada se achar que ambição é um defeito. Prefiro estagnar do que se acusado de ser “ambicioso”. No entanto, é a ambição que me faz crescer e querer uma versão melhor e mais profunda da vida. Se eu souber que a ambição é a vontade de crescer com a devida cautela, vou querer ser ambicioso em tudo aquilo que faço. Crescer é o motor do desenvolvimento interior. Crescer não significa, simplesmente, mais e mais. Crescer, por vezes, significa largar e ficarmos “menos”.


Há que ser ambicioso porque é de pessoas ambiciosas que precisamos. Precisamos todos de pessoas que queiram ir atrás dos seus sonhos e dos seus chamamentos e que não pensem que correr atrás delas próprias é um sinal de arrogância. É o contrário, é sinal de humildade. 


Para além disso, perceber-se o que é a ambição permite-nos, por um lado, reconhecer o mérito de quem é ambicioso e, por outro, identificar os gananciosos de forma a protegermo-nos deles.


O mesmo se aplica à forma como agimos no mundo. É importante sabermos quando estamos a ser verdadeiramente ambiciosos ou quando estamos a ser gananciosos. Graças ao primeiro vamos crescer, graças ao segundo podemos perder.

37 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

2 Comments


rugeronia
Dec 17, 2023

Podia comentar, mas não vou.

Porquê, poderá perguntar?


Por já ter comentado no passado, por considerar importantes estas suas reflexõew, e não obtive resposta de seguimento. Não nos conhecemos. Mas subscrevo com a sua postura e decisões de vida. Daí considerar importante [para mim] o seguir.

O taikondo é uma via de crescimento pessoal. Uma opção de vida pessoal.


Pratiquei Aikido com o Mestre George Stobbaerts . Segui outro caminho mais tarde, mas a filosofia de vida me marcou.

Like
Pedro Tânger
Pedro Tânger
Dec 18, 2023
Replying to

Olá! Peço desculpa por não ter respondido ao último comentário. Na verdade só o vi agor que o referiu. Prometo ter mais cuidado e acompanhar melhor os comentários. Obrigado pela reflexão e partilha! Um abraço!

Like
Post: Blog2_Post
bottom of page