top of page
  • Foto do escritorPedro Tânger

Políticas à parte

Políticas à parte, e terminada a campanha, não posso passar sem elogiar o homem por detrás do candidato.


Aos 72 anos, o meu Pai vem de uma longa e exigente carreira enquanto diplomata para se expor publicamente em prol das suas convicções.


Se concordamos, ou não, com aquilo que acredita, é uma questão pessoal e subjetiva que não trago para aqui e não o tema deste post.


Falo de caráter. Falo de alguém ter força para lidar com desafios imprevistos quando poderia ter continuado bem sem eles. Falo da capacidade de se colocar à disposição de ideais e convicções , sacrificando, para isso, as suas necessidades pessoais.



O mundo é feito de treinadores de bancada. É fácil ridicularizar, apontar o dedo e criticar mas é muito difícil estar na linha da frente, onde se é um alvo fácil e vulnerável.


Eu sei que tudo isto faz parte do jogo mas, sejamos francos, quantas pessoas se sujeitam a isso? Quantas pessoas dizem, falam, refilam mas não se movem para lá da conversa de café em prol daquilo que acreditam?


Cresci a ver o meu Pai lutar. Desde a sua tenacidade nos postos que assumiu, até à forma como competia na vela. Não deixa de ser impressionante que, aos 40 anos (praticamente a minha idade atual), o meu Pai competia nos Jogos Olímpicos de Barcelona. Até os seus "hobbies" eram para se fazer como deve ser.


São exemplos destes que nos formam.


Seguirmos pessoas que falam e nada fazem torna-nos idealistas. Seguir pessoas que fazem transforma-nos em potencial.


É por isto que agradeço o meu Pai pela força com que lida com as intempéries e, ainda mais, a coragem com que se entrega a missões que o transcendem enquanto mero cidadão.


E, por mais discussões políticas que tenhamos, não posso deixar de lhe admirar a força dos seus princípios. E isto é algo que louvo em todos os políticos, da direita à esquerda, que defendem as suas convicções. Homens e Mulheres que se expõem e se sacrificam em prol de uma visão da sociedade que acreditam ser melhor para todos.


Ao meu Pai, que me inspira, e a todos os demais políticos com integridade, obrigado. Obrigado pelo vosso serviço, obrigado pelo vosso sacrifício e pelo vosso contributo ao projeto chamado Portugal.


Agora, trabalhem por nós lá em Bruxelas, o nosso futuro depende de vocês.


Antonio Tânger Corrêa Sebastião R. Bugalho João Cotrim de Figueiredo @martatemido Catarina Martins @joaooliveiracdu See less

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page